Teasers do Comeback do Gfriend Prometem Algo Diferente e Meu Hype Está Descontrolado

3/04/2017 0 Comments A+ a-


Há tempos a capoposfera parece clamar por uma mudança de estilo no Gfriend, alegando que após tantos anos (2 agora) elas devem evoluir, maturar, crescer e graduar, basicamente o processo contrário do KARA. Chega de figurinos de colegial, ambientes bucólicos e fotografias de filmes da Disney.

Pra Navillera, a empresa já havia mencionado um suposto novo conceito, o que não foi bem o que ocorreu. Foi como deixar de comer feijão preto e ir pro branco. Ainda é feijão, sacas?!

Eu? Eu sou um homem simples. Passei a adorar e acompanhar o pequeno grupo pela forma como elas nasceram, neste mesmo concept que alguns declaram desgastado. Discordo. E, francamente, se fosse pra continuar no nível, que ficassem na mesma até as rugas brotarem em seus rostos.

Mas, felizardos e desejados os xaropes, para seu 4º Comeback, nem parece, é certeza; finalmente o Gfriend vai migrar. Incrivelmente, logo para um, supostamente, girlcrush.

É de animar ou não?




Obviamente que ainda falamos do Gfriend, de garotas que até 8 meses atrás, estavam a exalar açúcar e cantar músicas de menininha. Não virá nada radicalmente agressive como o comeback do CLC ou jamais um sexy style EXID e AOA (apesar da generosa amostra do pernão da Yerin). Ainda é Gfriend. Mas a estética e o som estão claramente contrastantes, mais sórdidos e militares, porém sem destituir-se da identidade de seu synthpop e a pegada retrô de Navillera. 


Claro que aí entra fator biased, pois já estou plenamente conquistado pelas namoradinhas (e quem não está, tem probleminhas), mas o hype está significativo. Tanto, que pela primeira vez em meses abdiquei de meu exercício anti-teasers e tive de assistir ao menos um. Foi o suficiente.

Espero ser recompensado.

E vocês, o que esperam do comeback do Gfriend?

Você gosta do conteúdo do Delírios? Não deixe de curtir a página no Facebook e nos apoiar para a produção de novos materiais.