Em Zombie High, Grace continua a fazer justamente o que CL deveria tentar.

2/25/2017 0 Comments A+ a-


Grace, uma das rappers injustiçadas na tradição de injustiças dos Unpretty Rapstar, tem construído uma carreira solo desde então, mantendo uma linha mais sórdida e urbana em seus releases. Ela acertou na bisonha I'm Fine, engrandeceu aos céus do urban rap com Trick or Treat, e agora lá se manteve em Zombe High.

Confira:



Porém, se nos singles anteriores, eu ainda não tinha muita certeza de como interpretar a artista que é Grace, Zumbi Doidão, que estabelece e potencializa o que TT (há) fez ano passado, sublinha o estilo que a loira deve seguir nesta empreitada individual até as vendas minguarem-na ao ostracismo ainda maior do que se encontra.

Com toda essa vibe underground, pulsante e clubística do frenético breakdown, os figurinos sensuais e provocantes no ambiente noturno para disfarçar a completa ausência de orçamento técnico do design de produção, fica claro que ela aspira fazer parte do grupinho das true rappers, junto com Jessie, Cheetah, LE(?) e Yoon Mi Rae.

Se ela faz isso por essência própria ou pra justificar o quão inadequada é para o mercado mainstream, para nós, não importa. Na sua porraloquice, funciona. 

Não comparo aqui para diminuir ninguém às costas de outrem. Entretanto, é inegável que pela construção de imagem imposta em anos de 2NE1 e agora, solita, este papel das ruas serviria muito bem a CL, ao invés de sua inconstante e duvidosa caminhada pelo mercado americano, um destino que só ela parece acreditar funcionar.
cl 2ne1 kpop yg gif

Você gosta do conteúdo do Delírios? Não deixe de curtir a página no Facebook e nos apoiar para a produção de novos materiais.