Suzy tem Pre-release morno, mas com muito a dizer sobre si.

1/16/2017 0 Comments A+ a-


Minha relação com Suzy é a seguinte: eu gosto dela e a acho superestimada - o mesmo com Twice. Acho que se sobressai na dança, mas como cantora e atriz, é totalmente dependente do contexto que lhe será atribuído. Pode sair algo bacana (recomendo fortemente o filme Arquitetura 101) ou um desastre.

Com o anúncio de seu demorado debut solo, apesar de ser sábio moderar qualquer expectativa, eu fiquei, incontrolavelmente, ansioso para o que a garota da nação lançaria. Com produção de JYP, melhor ainda.

Bem, o chefão já disse ser algo mais dançante, e enquanto esperamos o dia 24, resta se contentar com o pré-release - Pretend. Confira:



Não vamos ser hipócritas. Tá morna. Bem mais ou menos. Na mesma pegada jazz minimalista que a dormente Dream, sucesso inexplicável de 2016, e levemente superior à esta por não ser totalmente insossa, tendo parcelas de melancolia em sua melodia e na voz da Bae, além do benefício de ter seu belo rosto ininterruptamente na tela sem o Baekhyun pra atrapalhar. Porém, musicalmente, é possível achar trilhas de doraminhas que são, a ouvidos leigos ao coreano, mais agradáveis.

But, lembre-se que eu disse que ao invés da mortalmente entediante Dream, Pretend tem algum sentimento em si, e isso se deve à pessoalidade envolvida na composição da letra. Suzy, que já disse ter "alguma coisa como depressão", parece ter usufruído deste pequeno espaço para descarregar uma tonelada de pensamentos acumulados ao passar dos anos em palavras que não caberiam em lançamentos mais comerciais como o que deve ser seu main single e o que sempre fez com o miss A.

Vou separar algumas passagens bem elucidativas do todo - você pode ler a letra completa aqui.

Eu estou fingindo que estou feliz novamente,
Como se estivesse mais e mais feliz. 
Eu tenho medo das pessoas olhando para mim
Eu estou assustada do que elas falam sobre mimEu me tornei alguém que finge estar feliz novamente
Se procurarem outras fontes tradutoras, certamente acharão pequenas mudanças no texto geral. Isso, agora, não importa, pois a mensagem parecem bem esclarecida. Obviamente, foi inserido alguma trama de desilusão amorosa entre versos, tudo para dar alguma camuflada no intuito geral. Qualquer pouca sensibilidade alheia, entretanto, torna fácil a interpretação geral do significado da canção, pesada e tétrica.
bae suzy miss a kpop gif

Fingir ser feliz, no meio Idol, deve ser algo bem mais comum do que nos revelam os artistas. É sabido que eles devem ter uma conduta alegre e radiante, sendo que quem foge disso minimamente (SinB), é massivamente julgado. Não sei se isto será uma revelação para alguém, mas Idols não passam sorrindo o dia inteiro, não sonham com unicórnios nem ficam contentes com humilhações e provocações em programas de televisão.

O quanto esse protocolo comportamental foge da real personalidade de cada um é relativo e desconhecido, mas, acreditando que Suzy diz a verdade sobre seus problemas psicológicos, sendo eles a ver com depressão seriamente ou eufemisticamente "algo tipo", é notável a diferença entre o normal e o imaginário. Eu tenho algo "do tipo" também e certamente não desdenho de algum provável profundo transtorno. 

E isso também não quer dizer que ela vive num quarto negro, escutando radiohead e Adele enquanto come chocolate e lê livros do Nicholas Sparks. Claro que não. Mas é uma espiada interessante na psique até então protegida de uma das celebridades mais high profiles da Koreba. Uma espiada que poucas vezes teremos chances de ver em outros nomes. 

K-pop não é poesia, e é compreensível que muitos hão de dormir e enfastiar-se durante o passar dos segundos de Pretend (que conseguiu um All-kill nos charts, algo considerável tendo em vista os tantos releases de hoje), pois o comeback do CLC está muito mais divertido. Para os mais empáticos, no entanto, fica uma importante e reflexiva mensagem.
bae suzy miss a sexy smile look gif

Não deixe de curtir a página do Delírios no Facebook.