Com I Wish, WJSN parece ter encontrado um conceito, mas isso não é o bastante.

1/04/2017 0 Comments A+ a-


Eu estava inesperadamente ansioso presse retorno do WJSN. Justifico ao dizer que acho Secret de valor inestimável e uma das melhores coisas do K-pop ano passado. Digo isso a despeito do nivelamento abaixo apresentado por toda indústria em 2016, mas sim por sua genuína qualidade. Nem os teasers escolares que sugeriam algum Aegyo genérico me desanimaram.

Será que esta expectativa foi correspondida? Confira aí 'I Wish:



I Wish entra em cena com  o pé direito, com um belo cenário que parece daqueles saídos de filmes tropicais de tubarão e sintetizadores que evocam Secret, o que é um alento, pois em sua curta existência, ainda perdurava (e perdura, em menor grau) a dúvida se o primeiro comeback das meninas fora mera obra do acaso, ou MoMoMo apenas um péssimo planejamento da Starship, que agora luta para tentar recuperar a imagem abalada logo no começo da carreira de seu novo ato prospecto.

Claro que essa interpretação se dá pelos segundos iniciais da composição audiovisual entre música e clipe. A continuidade dela poderia enganar, o que felizmente não o faz, mas em contramão, também desanda o nível atingido em seu single anterior. 

Não seria justo esperar algo excepcional ou tão melhor que Secret, que é acima da média em qualquer contexto, mas I Wish soa como um projeto comedido e temeroso, uma versão menor de sua predecessora, um meio-termo entre Destiny, do Lovelyz, e a sonoridade do Gfriend. A impressão é que a empresa tentou emular em tudo a já mencionada trezentas vezes Secret, e para isso simplesmente copiou tudo que fora feito lá, mas em eficácia menor, não apenas pela perda do ineditismo, mas por falta de inspiração. Tudo parece uma broxa pré-clímax. Os sintetizadores sobem, mas não explodem; os vocais erigem, mas não intensificam o suficiente; nada é marcante, e o que parece ter sido uma tentativa de inserir algo notório na faixa, fica apenas dissonante e esquisito, mais prejudicial do que beneficial. Falo, é claro, dos nítidos auto-tunes do refrão.
wjsn cosmic girls i wish gif mv bona

Fica, no geral, um clima ameno de decepção. Replay Power nulo. Sensação de indiferença. Até fico com vontade de fazer alguma piada metalinguística com o 404 not found, mas ela não proporciona alguma opinião extrema, o que é bom se levarmos em conta que poderia ser pior, mas satisfazer-se por não ser ruim não é o objetivo de ninguém. 

É bom vê-las a explorar o nome do ato nos clipes, este um acerto, belamente fotografado e com um clima de mistério tipicamente cósmico. Entretanto, sonicamente, como lançamento principal, fica aquém do aguardado. Não é ruim, repito novamente, mas falha em elevar o status das meninas. Até entrou bem nos charts, mas a concorrência anda baixa e sem esmero para um ganhar vantagem nos ouvidos korebas. Sorte, mas é bom não contar com ela em regressos futuros. 

Outro aspecto interessante é a divisão de linhas. Quase nunca todo nisso por aqui, mas I Wish é um belo exemplo do porquê as empresas não têm investido mais em grupos tão numerosos. Pois, se em termos sonoros e visuais elas parecem estar estabelecendo um padrão, uma identidade, o real talento de grande parte das integrantes é uma incógnita para qualquer um que não seja parte da fanbase e consumidor de materiais que envolvam as garotas. 
Luda tão lindinha, mas mal consigo ter vislumbres da guria. 
wjsn cosmic girls i wish gif mv

wjsn cosmic girls i wish gif mv

wjsn cosmic girls i wish gif mv

E não deixe de curtir a página do Delírios no Facebook.