Inusitada parceria entre Ricky Martin e Wendy está entre nós.

12/28/2016 0 Comments A+ a-


Quando fora inusitadamente anunciado que Wendy, do Red Velvet, faria colaboração com Ricky Martin para seu novo super-hit, Vente Pa' Ca, fiquei contente, é claro. É algo realmente inesperado, mas uma aposta que não vai machucar ninguém, afinal. Não é de hoje que Ocidentais têm mostrado interesse em parcerias com artistas de regiões mais culturalmente fechadas do globo.

Só neste ano, Alesso regravou seu sucesso I Wanna Know com Jolin Tsai, Jonas Blue teve as vozes das Angels do AOA em Perfect Strangers. Em 2015 temos o exemplo de dois high profiles como David Guetta e Namie Amuro em What I Did For Love.

Então, compreensível a escolha do ex-menudo em trazer a principal vocalista do Veludo Vermelho para englishzar seu Vente Pa' Ca (apesar de que eu gostaria de saber de como ocorre essa seleção). O resultado você confere abaixo:



Bem, eu não sou o cara mais familiarizado com Pop Latino, mas por acaso da natureza, quando Ricky lançou a faixa, fez tanto barulho que chegou em meus ouvidos. E, sem preconceitos, já que nunca fui fã da discografia do cara, que canção incrível, incrível mesmo.

Entusiastas do K-pop podem facilmente assimilá-la com Blood Sweat & Tears, do BTS, que aderiu ao Reggaeton, mas a track, originalmente de Ricky Martin e do Colombiano Maluma, se destaca, o que é uma comparação até injusta, visto que são nomes mais especializados no gênero. A verdade é que o espanhol faz toda a diferença e concerne um charme mais natural à experiência.

E isso afeta o english version, é claro. O ritmo é bacana demais, e não é a toa que fez tanto sucesso, pois não se perde apenas em instrumentalismo étnico, como tem um espírito bem Pop e dançante. No entanto, perde-se o impacto pela transição de idioma, o que tira uma das principais características do projeto, algo que a acrescenta certa conspicuidade. Eu adoro Red Velvet, como muitos devem saber, e dentro do ato, Wendy é a principal voz, que é linda, anos luz melhor que Maluma. Some-se a isso o fato de que eu prefiro as tonalidades de vocais femininos. Entretanto, Vente Pa' Ca é dessas que nasceu caribenha e para hablar. O mesmo contra acontece na participação da australiana Delta Goodrem. 

De qualquer forma, se não desbanca a original (o que AOA e Jolin conseguiram fazer, em minha opinião), não desmerece uma parceria que pode até ser descrita como histórica e irá, torçamos, abrir espaço para mais gregarismo culturais no futuro.

Confira as outras versões de Vente Pa' Ca:





Não deixe de curtir a página do Delírios no Facebook.