#AntiTwice, a Inveja e o Obscuro Universo do Hate.

10/30/2016 0 Comments A+ a-


Quem convive em alguma "bolha" webica sobre algum nicho cultural, deve saber como que, se de um lado temos fandoms enormes para determinados artistas/grupos, há sempre a antítese, pois a dicotomia entre bem e mal, para romantizar um pouco o negócio, existe em todas as camadas possíveis desse nosso mundão - inclusive no K-pop.

Comunidades, fóruns - mídias sociais no geral - são verdadeiros antros de ódio e amor, muitas vezes com o fanatismo sobrepondo a razão.

Já tivemos várias amostras disso no Pop Coreano. Em meus tempos áureos como membro ativo de chats, por ser um Sone, presenciei várias "pauleiras" iniciadas e direcionadas à fanbase do SNSD (e o Black Ocean é um marco negativo nisso tudo). 

Desde que me distanciei um pouco desse lado de fandoms e derivados, acabei por não acompanhar mais rixas entre fãs, a não ser as maiores, que chegam a mim quase por osmose. Acusações de plágio, falta de talento. São muitas as razões - e na maioria das vezes, inconcebíveis e comicamente imaturas. 

Após uns bons meses sem vislumbrar nada do tipo, hoje, por algum post do Facebook, vi que o MV de "TT", do Twice, tem recebido um número estratosférico e em rápido crescimento de dislikes.

Uma breve comparação entre os três singles do brinquedo mais rentável do JYP:


Não é preciso ser um Kpopper experiente para ver que há claramente uma discrepância bem extrema entre os vídeos, ainda que os anteriores também tenham uma quantidade considerável de reprovações. É claro que MVs costumam, via de regra, ter um bom número de dislikes, mas mesmo músicas recentes que dividiram opiniões passam longe, como BangBangBang e Chewing Gun. Em contexto histórico, Gee e Fantastic Baby, duas das principais referências do K-pop - e que por isso mesmo atraem tanto ódio - não chegam ao nível de dislikes de TT, tudo isso com muito mais visualizações (Psy não entra na conta, por favor). 

Toda fama traz seus críticos. A ascensão meteórica do Twice, que em pouco mais de um ano coleciona recordes, vendas imensuráveis, prêmios, milhões de visualizações e uma atenção de mídia que muitos esperam há anos, gera revolta automática das pessoas que se escondem por trás de telas. Como disse neste post, vários fandoms têm motivos para desgostar do Twice por motivos bestas ou artísticos - Sones, Buddies, Elvis...

Em suma, quanto maior a celebrização, maior o hate gerado. Mas por que, especificamente, TT tem recebido tamanho desgosto? Um pensamento rápido já torna nítido não ser algo natural, não ser aquele ouvinte que escuta a música e, por decepção ou alguma interpretação pessoal, desmerece o clipe. 

Os dislikes de TT são, nada mais, nada menos que birrinha infantil de Kpopper e Fandoms alheios. Só que dessa vez, organizados com um objetivo: denegrir o Twice.
twice momo ttt gif

Após uma boa pesquisa, descobri a existência, no twitter, da Tag #AntiTwice. Logo na primeira página do Google, vários resultados surgem, todos direcionados para páginas tailandesas (Twitter, TwitterFacebook).

Infelizmente o vocabulário se tornou uma limitação aqui, e o ineficaz tradutor do Google não é o suficiente para inteirar-me completamente no assunto. Porém, resumidamente, o que essas páginas têm propagado é a falta de qualidade e originalidade das meninas do Twice, acusando-as tanto de falsidade estética, no velho tabu hipócrita da cirurgia plástica, quanto estarem erigindo sua marca ao copiar atos como Apink e SNSD. 

Os movimentos Antis sempre existiram, mas o que faz desse tão organizado e qual a razão de simplesmente dislikar o vídeo?

Bem, segundo essa Thread do OneHallyu (agora apagada), ela foi criada por fãs tailandeses do EXO, enraivecidos por TT estar quebrando tantos recordes e se sentindo ameaçados no MAMA. Não tenho confirmação alguma além do que as pessoas falavam no fórum (algo que foi, no entanto, afirmado também nesta thread - ainda aberta).

Claro que o fandom foi se defender, e aí desencadeou mais rage ao acusar outra fanbase de ter iniciado o movimento:
#Polêmica.
Infelizmente, aqui eu só posso me basear no que li nesses fóruns: segundo eles, esses fãs - que sendo ou não EXO-Ls, são Tailandeses - começaram, através de várias contas fakes, a propagar ódio em MVs de grupos aleatórios com a alcunha de Onces, para assim incitar a revolta de fanbases diversas que iriam, obviamente, por instinto e vingança, depravar o grupo dos Onces.

O intuito deles, obviamente, é dar um novo recorde ao Twice - o de MV de K-pop mais rápido a chegar em 100k dislikes (I Got a Boy o tem, mas com 4 anos e quase 180 milhões de views nas costas)  - uma retaliação aos infindáveis recordes positivos obtidos pelo grupo, como vídeo mais rápido a chegar em 10 milhões, 20 milhões (e repetir nos 30 é apenas questão de tempo), maior número de vendas em um dia para girlgroups, maior número de horas com um all-kill perfeito, em 2016.

E quanto ao MAMA, os "antis" devem imaginar que tantos dislikes podem influenciar nos duvidosos critérios da premiação, que incluem "pesquisas" e "opinião dos profissionais" (ambos juntos somam 40% de relevância na escolha do artista do ano).

Após todo esse post, apesar de ainda haver o mistério dos responsáveis para a criação da Tag - que, mais uma vez, são tailandeses, mas persiste a dúvida quanto ao fandom original -, fica esclarecido ser mais uma extremamente imbecil, infantil e ridícula batalha de fanbases obcecadas por números e com objetivos pouco esperançosos na vida. 

Não sou ONCE. Gosto do grupo e estou viciado em TT, mas esse texto serve para ilustrar o quão baixo um emaranhado de pessoas pode chegar por motivos risíveis. E caso você seja um ONCE, se serve de conselho, apenas ignore. A cada dislike tem-se uma nova view, que contribui para recordes positivos, estes sim memoráveis, enquanto os dislikes são apenas uma demonstração de inveja e o quão grande o Twice tem se tornado.

E assim, ironicamente, o Twice, por muitos considerado o novo grupo da nação, finalmente tem alguma semelhança relevante com o SNSD: é o ato de maior sucesso e o mais odiado de sua geração.
momo twice gif

Não deixe de curtir a página do Delírios no Facebook.