Pacotão frenético do K-pop #01: Vixx, Station, EXO, WJSN e mais uns trecos.

8/18/2016 0 Comments A+ a-


Não sei se a escassez de sono está afetando terrivelmente minha memória, ou se nesse ano o sistema está realmente diferente, mas nunca presenciei uma movimentação capopeira tão estratosférica em meio ao evento esportivo mais relevante da atualidade. Krystal Jung! (tipo o Jesus! dos cristãos).

Achei que conseguiria tirar um descanso do blog no período Olímpico, e estou realmente precisando salutar, pois tive duas semanas insuficientes de férias e a faculdade está me comendo vivo que nem zumbi, mas absolutamente NÃO! O k-pop não parou. Diria até que a frequência de comebacks alavancou nas últimas semanas.

Tá certo que a maioria tem sido um horror, mas para não deixar tanto conteúdo batido, resolvi compilar várias faixas e MVs e comentar aqui, assim consigo discutir sobre uma boa quantidade de releases. Não é exatamente o que eu gostaria de fazer, mas tenho de me adaptar às circunstâncias. 

Os vídeos estão dispostos aleatoriamente, sem qualquer ordem de qualidade, então se controle caso algo que tenha gostado esteja em uma posição suspeita.

Vamos lá!

Seohyun e Yuri - Secret



A Pantene virou Pop, caras. Não obstante o insuportável comercial com Selena Gomez soltando seu portughish, agora a marca realizou uma pequena colaboração com a SM, o que resultou nesse Secret. Aos desavisados, arrefeçam a animação que o dueto Yuri feat. Seohyun não é indício nenhum de solo. Ambas são modelos da Pantene, e o single vai ser utilizado em seus futuros comerciais.. Para todos saírem vitoriosos, a empresa mercenária filmou este MV old school que emula Mr. Taxi para agradar os sones sedentos por SHY e outros solos das Soshis.

Porém, não esqueçamos que, independente das artistas envolvidas, estamos falando do SM Station, o caça-níquel semanal da Big One, onde dificilmente veríamos alguma faixa realmente boa, e Secret se adéqua moderadamente na descrição. O drop ficou bacanudo e gostei dos versos de Seohyun, mas tudo que envolve Yuri está - lamentavelmente - comum, o que prejudica o conjunto. Esquecível, contudo, provavelmente vou passar pro fone devido a batida viciante com os Secret ao fundo.


Lee Jin-ah feat. Onew (do SHINee) - Starry Night




Station da semana passada (11/07) e injustamente ignorado, Starry Night resgata o espírito inicial do projeto, com uma parceria romântica entre artistas distintos, Onew e  Lee Jin-Ah, no caso. A canção não é nada conspícua e inovadora, mas a química vocal entre o casal gerou uma melodia harmônica e doce, sem soar tão melosa quanto o Deoksugung Stonewall Walkway, da Yoona. O piano do instrumental ressoa e espelha bem as vozes, transmitindo uma sensação sinestésica e sensível de relaxamento. Pode ter parecido um tanto filosófico, mas é válido. 

J-min - Ready For Your Love



Irene Bae! (outra variação de Jesus!). Que música excepcional. Eu nem lembrava da existência de J-min, tamanho o desleixo com que a SM lida com a cantora, algo cada vez mais corriqueiro com solistas do K-pop. Aí, espontaneamente, lançaram um Station e novo single pra madame, provavelmente para a deixarem no porão por mais uns dois aninhos. Isso não é uma pena, é um desastre, e dos grandes.

Ready For Your Love é disparado o melhor urban pop do ano, transformando algo que poderia ser um midtempo xarope em uma canção forte, intensa e dramática, ao melhor nível BoA, e isso é um elogio DAQUELES. Uma lástima o MV com orçamento ridículo, um verdadeiro desrespeito para com o talento da moça. Esperem uma boa posição pra J-min no ranking dos melhores doa no.


EXO - Lotto


Eu espero veementemente, pelo bem da humanidade, que ninguém além da fanbase do EXO tenha gostado disso aqui. Também apreciaria muito se os EXOtics deixassem o fanatismo de lado para criticar sensatamente Lotto, com o intuito de obrigar a SM e os garotos a produzir algo decente, já que independente da bomba, o fandom aceita tudo como se Freddie Mercury houvesse renascido. 

Como 90% dos reckapages, Lotto é uma track preguiçosa feita apenas para vender mais algumas centenas de milhares de álbuns. A backing track é ósome (algo corriqueiro da discografia deles), porém, as vozes são tenebrosas. É só autotune. Em 2016. Assim não tem como defender. Aproveitem pra fazer um feat com a Rebecca Black. 

Vixx - Fantasy


Ver Lotto com quase 4 vezes mais views do que Fantasy é ofensivo. Dá quase pra entender o ranço que o povo médio tem com kpoppers, já que os grandes sucessos costumam ser justamente atrocidades que fomentam o que há de pior do pop coreano.

Vixx está numa vertente positiva quase inacreditável para um boygroup. Desde o clássico Error, não entregaram nada assumidamente ruim, ainda que não empolgassem tanto, algo que volta a acontecer agora. Fantasy começa de maneira atmosférica com um piano ao estilo clássico, criando uma áurea mística e gótica, um conceito dominado pelos garotos, para então vir com um refrão agressivo sem quebrar a dinâmica do arranjo. As vozes sobrepostas do último clímax formam um som especialmente marcante. 

Uma das melhores de ticos do ano.

Maluco do BTS - Agust D


Nunca comentei tanto homem junto, mas - alguns - realmente fizeram por merecer. Suga, alguém que eu realmente não sei quem é no meio de seu grupo, utilizou esse pseudônimo para desvincular seu nome do BTS e assim explorar um estilo musical também dissonante dos Bangtans.

Tudo bem que o BTS já fez vários raps no bad mothafuka concept, mas jamais chegaram perto de atingir o esmero desse Agust D. Caótica, colérica, vibrante e ameaçadora, muito bem entoada pelo vocalista, que passeia pelos versos ininterruptos com um gabarito que poucos rappers coreanos conseguem, o que torna inevitável pensar como ele está limitado pelo ato que integra. Até o "Tongue Technology" em engrish tem seu charme.

A faixa me proporcionou algo cada vez mais raro: em seu final, eu queria mais.

WJSN - Secret


Na primeira escutada, eu achei Secret insossa, como disse no post do I.B.I. Entretanto, ao dar a segunda chance, algo sempre benéfico e que pode alterar nossa percepção inicial, o single me pareceu simplesmente outro, e durante o dia o ouvi mais umas 3 vezes, cada vez com mais jubilo.

Secret é um completo avesso ao que as garotas cósmicas entregaram em seu debut, MoMoMo, adepto do apinkaísmo, e Catch Me, que possui seu valor, mas torna-se enjoativo rapidamente. Trata-se de um PBR&B com sábio uso de sintetizadores parcimoniosamente e um crescendo que gruda pelos "aaah" melosamente agudos nos finais das frases.

Destaque também pro MV, que aproveita muito bem o conceito espacial das meninas, algo estupidamente negligenciado no debut. Só me parece estranho sua similaridade com tantos outros, vide Bae Bae, One of These Nights e o recente Whistle. Dei uma pesquisa e não consegui encontrar o nome do diretor. Caso algum de vocês saiba, meus queridos leitores, repasse a informação nos comentários, por favor. 

Assim como Red Velvet e Oh My Girl, as garotas mostram uma versatilidade que espero acompanhá-las no restante das carreiras.

red velvet members gif

---

E é isso! Algumas das músicas acima merecem post próprio, o que faria se estivesse com o tempo necessário, o que infelizmente não ocorre, e assim me vi obrigado a tomar essa medida desesperada do pacotão. São muitos releases, não consigo resenhar sobre todos e me sinto compelido a comentar algumas, mesmo que de maneira mais econômica.

"Bah, mas faltou (insira aqui algum artista que você goste". Sim, sei que deixei vários de fora, seja deliberadamente (B.A.P), seja por esquecimento ou apenas por ter deixado passar. Sinta-se livre para deixar recomendações no Disqus.

Nos vemos com a loirinha que sonha ser americana.

cl 2ne1 gif


Não deixe de curtir a página do Delírios no Facebook.