O que Eu Assisti em Maio - O Melhor e o Pior

6/04/2016 0 Comments A+ a-

28 Filmes, Pouca Vida Social e Muitas Dicas!
Quando fui fazer a conta de quantos filmes havia assistido no mês passado, não pude deixar de soltar uma exclamação de surpresa perante o número final: 28. Maior, inclusive, que nas épocas ociosas de férias. Isso explica-se por alguns rendimentos questionáveis em provas e a mais baixa quantidade de episódios de séries vistos em muito tempo: 77. Pode parecer muito, mas em todos os outros 4 meses do ano, haviam ultrapassado a centena(!!!).

Para quem ainda não conhece a coluna e fica embasbacado com tantos números, saibam que existem sacrifícios (vida social). No total, foram 13 asiáticos e o restante dividido entre Europa e uma quantidade considerável do eixo Americano, cinema que não predominava na lista há eras (curiosamente, também foi o mês em que mais conferi obras esquecíveis).

1. Miss Violence (Alexandros Avranas, Grécia, 2013) - ★★★★ - Drama
2. Requiem For The American Dream ( Jared ScottKelly NyksPeter H. USA, 2015) -  ★★★★ - Documentário
3. The Propaganda Game (Álvaro Longoria, Espanha, 2015) - ★★★★ -Documentário
4. April Story (Shunji Iwai, Japão, 1998) - ★★★½ - Drama, Romance
5. Hana e Alice (Shunji Iwai, Japão, 2004) - ★★★½ - Drama
6. A Cura (Kiyoshi Kurosawa, Japão, 2007) - ★★★★½ - Suspense, Policial
7. Orgulho e Preconceito e Zumbis ( Burr Steers, UK, 2016) - ★★ - Comédia, Ação
8. Angry Birds - O Filme ( Clay KaytisFergal Reilly, USA, 2016) - ★★★ - Crítica - Animação, Comédia
9. A 5ª Onda (J Blakeson, USA, 2015) - ★½ - Sci/Fi, Ação
10. Whispering Corridors ( Ki-Hyeong Park, Coreia do Sul, 1998) - ★★ - Suspense, Drama
11. Tazza: The Hidden Card ( Hyeong-Cheol Kang, Coreia do Sul, 2014) -★★★½ - Suspense, Crime
12. Anjos Caídos (Kar Wai Wong, Hong Kong, 1995) - ★★★★ - Drama
13. Sinédoque, Nova York (Charlie Kaufman, USA, 2008) - ★★★★ - Drama
14. I Am. SM Tour Live World Tour in MSG ( Choi Jin-Sung, Coreia do Sul, 2012) - ★★★★½ - Documentário, Musical.
15. X-Men Apocalipse ( Bryan Singer, USA, 2016) - ★★★½ - Crítica  - Fantasia, Ação
16. Boneco do Mal (William Bell, USA, China, Canadá, 2016) - ★ - Terror/ Lixo
17. Mash ( Robert Altman, USA, 1970) - ★★★★ - Comédia, Guerra
18. A Werewolf Boy ( Jo Sung Hee, Coreia do Sul, 2012) - ★★★★ - Crítica  - Drama, Romance
19. Gosto de Cereja (Abbas Kiarostami, Irã, França, 1997) - ★★★★½ - Drama
20. Voando Alto ( Dexter Fletcher, UK, USA, Alemanha, 2016) ★★★½ - Biografia, Drama, Comédia
21. Tropas Estelares ( Paul Verhoeven, USA, 1997) - ★★★★ - Ação, Sci/Fi
22. Time: O Amor Contra a Passagem do Tempo (Kim Ki-duk, Coreia do Sul, 2006)★★★½ - Drama
23. Death Bell (Yoon Hong-Seung, Coreia do Sul, 2008) - ★★★ - Suspense, Ação
24. Guerreiro ( Gavin O'Connor, USA, 2011) - ★★★½ - Drama, Ação
25. Love Live! (Seiki Takuno, Japão, 2015) - ★★★½ - Animação, Musical
26. Arquitetura 101 ( Yong-Joo Lee, Coreia do Sul, 2012) - ★★★★ - Drama, Romance
27. Hindsight ( Lee Hyun-Seung, Coreia do Sul, 2011) - ★★★★ - Drama, Ação, Crime
28. Joe ( David Green, USA, 2014) - ★★★½ - Drama

O que eu recomendo? Qualquer um com nota superior a 3,5 é altamente "assistível", mas falarei sobre os que tive uma ligação mais emocional ou simplesmente tenho algo a comentar.

The Propaganda Game

Um documentário sobre a misteriosamente fascinante Coreia do Norte. É nítida as grandes restrições à equipe de filmagem, algo que limita o alcance dos envolvidos e o que podem revelar, mas também corrobora a imagem de como o país esconde sua realidade por trás da vitrine turística de Pyongyang. É interessante notar como os nativos são alienados de uma forma absurda e até ridícula para terem uma imagem tão firme acerca de seu sistema comunista, a despeito das deficiências alarmantes do país, como a crise de energia, a falta de alimentos e a repressão. 

Outro mérito foi me levar ao livro "Nada a Declarar - Vidas Comuns na Coreia do Norte", recheado com relatos de refugiados norte-coreanos no lado sul do Paralelo 38. É como um primeiro acesso a algo que não tivemos a chance de descobrir até agora. Muito recomendado aos que se interessam no assunto. 

I Am. SM Tour Live World Tour in MSG

Documentário sobre a Tour mundial da SM, focada no show a ser realizado em Madison Square Garden. Mostra a intimidade de alguns de seus artistas, como as Girls's Generation, Super Junior, f(x) e DBSK. Imperdível para os fãs de K-pop e principalmente, de grupos da SM. O maior defeito é justamente a distribuição de tela, que não dá espaço para os atos menos populares da empresa. De qualquer forma, pela escassez de arquivos assim no mercado, vale a conferida. 

Arquitetura 101

O longa que concedeu a Bae Suzy a invejável alcunha de "1º amor da nação". Fui ver apenas por isso, subestimando seu valor artístico, o que se provou um equívoco. Longe de ser um melodrama comum e apelativo, é uma película sensível e até cruel sobre sentimentos, arrependimentos e a dimensão que decisões impensadas podem gerar para o resto da vida. 

Tropas Estelares

Como é lindo ver um filme americano que simplesmente ironiza o povo....americano, sem esses parecerem notar, o que realça o valor satírico do conjunto. Baseado no livro homônimo de Robert Heinlein, o diretor Verhoeven constrói uma fábula sobre o ufanismo exagerado da nação, o ditatorialismo do sistema militar e a alienação que a mídia pode causar na sociedade. Tudo isso, claro, com um divertidíssimo plano de fundo que envolve uma guerra contra insetos alienígenas gigantes. 

E o que passar longe?...
Fazia tempo que não via tanta coisa ruim em um período tão curto de tempo, como pode perceber por tantas notas entre 1 -2,5. Evite, especialmente, "A 5ª Onda", romance distópico juvenil recheado de clichês, efeitos duvidosos e uma história tão furada e previsível que faz Transformers parecer obra de arte (Chloe Moretz, o que está fazendo com sua carreira?). Já Boneco do Mal é um terror tão mequetrefe e mal conduzido que faria uma criança de 7 anos, sozinha no mato em uma tormenta, dormir de tédio.

Bons Filmes!