Pausa na Depressão pra Conhecer Berry Good, o Melhor Flop do Ano

4/30/2016 0 Comments A+ a-

Aquele Flop Que Todos Deveriam  Ouvir e Amar.
Eu me considero um bom conhecer do K-pop, mas barbaridade, sempre tem alguma ou outra coisa que a gente deixa passar batido, já que tá cada vez mais difícil pra grupos de empresas pequenas conseguirem atrair mídia de maneira honesta.

A verdade é que o kpopper é quem acaba perdendo, pois enquanto uns grupos tipo Apink e Sistar continuam ano após ano investindo no mesmo conceito - não que sejam ruins, mas enjoativos e pouco provocativos - vários grupos que arriscam algo novo ou surgem com um talento grande, acabam eclipsados por outros que já têm um nome de peso na indústria.

E esses dois parágrafos lenga lenga (não confundir com Ringa Linga) de enrolação foram pra dizer pra vocês que eu, com dois anos de atraso, acabei de conhecer um dos grupos que mais fez minha cabeça girar de felicidade: BERRY GOOD.

Como topei com elas? Estava eu estudando ao som de uma playlist aleatória, quando subitamente uma música desconhecida tirou minha atenção do ciclo de ação dos benzodiazepínicos - era Angel, novo single de Berry Good, lançado dia 19 de Abril com alarde ZERO.


Me encantei de uma forma que não ocorria há um bom tempo, desde Gfriend, provavelmente. Dando uma pesquisada na história, vi que elas são de 2014 e tudo fez sentido. De 2014, eu só lembro de Red Velvet, Marionette, AOA e Jessica saindo do SNSD, uma notícia que fez minha maturidade ir pra Nárnia e me afastar, com uma mescla absurda de rancor, tristeza e emputecimento, do K-pop por alguns bons meses, tamanha indignação que fiquei com o ocorrido e a omissão das razões.

Quando inerentemente voltei, nem pesquisei o que havia acontecido em minha ausência, ávido por esquecer o ano de uma vez por todas. Que engano terrível.

Berry Good é um girl group que eu nem sei a qual empresa pertence, já que seus 4 singles estão espalhados nos canais da KT, CJENMusic e da Loen, além da própria página homônima das garotas.

O mais importante, é que dessas 4 músicas, todas são, sem exceção, EXCELENTES. É basicamente o synthpop de Lovelyz pré-Destiny com o white Aegyo de Oh My Girl e Dia, mas melhor, e bem melhor (não é ofensa, mas um fato que você pode comprovar abaixo):

Angel



Esse é o melhor Synthpop do k-pop, ao menos na exultação que estou agora. A produção obviamente contou com recursos escassos, já que o MV é basicamente gravado em um quarto com alterações no filtro de cor e com closes extremamente fechados pra focar no rosto das integrantes, mas nesse caso, quem se importa?!

É uma música maravilhosa! Ela começa calma e suave, vai se elevando aos poucos pra então chegar no Oh Oh Oh e o refrão lindo com a batidinha viciante, entretanto, sem nenhuma mudança abrupta de tom. Vai dizer que não é tudo que você esperava do comeback de Red Velvet ou Oh My Girl?!

Mas quem entregou, foi Berry Good, e por isso, ninguém viu - 130 mil visus nesse momento, menos que vídeos de gente peidando - o que me entristece muito, já que o disband é um caminho muito provável para atos que não fornecem retorno, independente de sua qualidade. Dificilmente estará fora do meu Top 10 anual.

Because of You (não é cover da Kelly Clarkson)



Mais uma canção que lembra muito Lovelyz, só que superior, novamente. A melodia transmite uma nostalgia muito boa, agradável, calma, e sei que pode parecer estranho, mas é como se ela me desse esperança e fizesse a vida parecer feliz (how dramatic am I)

O refrão funciona demais, principalmente o "Mijamate You Neio e o Lara Laralara". A produção é maior, com várias locações externas, mas ainda é visualmente pouco atraente, o que talvez afaste o público geral fanático por cores e movimentos frenéticos de câmeras.

Love Letter



O debut das meninas, onde apenas 2 das membros atuais faziam parte. Mesmo assim, apesar da nítida falta de maturidade, o tom delas é semelhante ao atual.

O MV em cores leves, o refrão agitado, mas com uma transição muito orgânica, o synthpop... Tá tudo lá, só que com ritmo juvenil e letra romântica, a contraponto de Angel e Because of You, que sim, são canções ~inocentes~ mas com mais conteúdo e harmonicamente melhores aos ouvidos.

My First Love


My First Love é um exemplo do poder da boa música e o quão universal ela é. O MV não entrega nada, inclusive, com um refletor bacana e gente bonita, qualquer um faz igual. Nós não entendemos nada de coreano e o vídeo não dispõe de letra, mas mesmo assim, o sentimento de tristeza e melancolia passados é desolador, faz The Light, do The Ark (R.I.P.) parecer quase feliz. Quase.

A composição é de Joo Tae Young, ex-produtora do Berry Good e falecida devido uma leucemia 16 dias antes do lançamento do MV. A letra fala sobre a desilusão amorosa com o primeiro amor nunca correspondido. Se identificou? Além de ser naturalmente deprimente, ainda traz uma carga emocional enorme pelas circunstâncias.

Aliás, em uma Live da música, as garotas não seguraram as lágrimas durante a emocionante apresentação. Vale a conferida.

--

As integrantes:

Espero que vocês tenham gostado ao menos metade do que eu curti, não apenas pela ótima sensação propiciada por descobrir e se encantar com algo novo, como também pelo reconhecimento que as gurias merecem. Os 4 MV's delas, juntos, somam pouco mais de 2 milhões de visualizações, muito aquém da qualidade e talento apresentado, e não queremos outro disband de um ato promissor por falto de valorização dos artistas.

Ah, antes de sair, eu preciso falar: Berry Good é Very Good (pode ir embora agora).