AOA Lança Give Me The Love, o Melhor Live Action de Need For Speed

4/12/2016 3 Comments A+ a-


Como assim você já tá falando de AOA se o MV só lança dia 20 de Abril????

Calmin, ele já tá em circulação em canais oficiais na terra do Ultraman, e é claro que alguém iria vazar. Infelizmente, sou muito rígido e defensor da propriedade de conteúdo, então não vos direi onde conseguir o link para o clipe.

Mas e aí, é bom?

Atualizado 20/04: saiu o MV no YT - oficial, dessa vez. Confiram:



Esses singles japoneses, independente da fama do grupo, poderio da empresa de gerenciamento ou do sexo dos integrantes, raramente funcionam. Normalmente são reciclagens de músicas antigas ou novas composições genéricas feitas de qualquer jeito pra fazer um sucesso insignificante no país onde misteriosamente o povo idolatra as AKB48, já que vender pouco por lá normalmente traz mais lucro do que vender muito na Coreia.

AOA já teve o debut japonês ano passado, com "Ace of Elvis" e a farofona gostosa que é Oh Boy, e parece que o sistema deu certo, pois ao invés de focar no mercado coreano, voltaram mais uma vez para enfrentar o Godzilla, e olha que o último single lançado na terra natal foi Heart Attack, em Junho do ano passado - ninguém mais aguenta ouvir isso em Lives hein!!!,

Mas bem, reclamações à parte, pelo menos esse foco japonês tá sendo agradável e tem rendido coisas bacanas. E se Oh Boy! teve toda uma alma coreana apenas com idioma diferente, Give Me The Love é um legítimo fruto de entretenimento nipônico.

Give Me The Love parece um grande e contínuo refrão, sempre agitado e acelerado, com intro e bridge muito fluidas e regulares com o resto da canção. Não há nenhuma quebra de ritmo abrupto ou inesperado, ela é o que promete e funciona por isso.

O refrão em si é grudante e o fato de ser repetido 30x ajuda, o que pode cansar rapidamente, entretanto. A dinâmica entre as garotas e o tiozão Takanori também ficou organizada, com as partes dele pontuais e bem distribuídas pela melodia, e tudo isso sem parecer um tema de anime, como boa parte da discografia conhecida do T.M. Aliás, deve ser a melhor coisa que ele participada desde....sei lá, Ignited, back in 2004.

O MV está bem divertido também, com esse concept de corrida pouco explorado por qualquer ato coreano ou japonês. É tudo que qualquer um que jogou Need For Speed na adolescência sonhava anos atrás, com aquelas "senhoras" ~atraentes~ dando a bandeirada inicial. A diferença aqui é que a vencedora é uma mulher também! Feel that, guys.
Hyejeong > Margot Robbie.
O maior problema está na divisão de aparição das Angels. Bom, já era esperado esse destaque maior pra Seolhyun, visto que ela meio que tornou-se garota propaganda de toda Coreia, mas nem tanto assim, né?! Uma boa surpresa é Hyejeong, sempre relegada a pequenas aparições mostrando seu olhar matador. Dessa vez, vestida de Arlequina, ganha mais segundos em tela do que nunca. E 70% do clipe é isso: Seolhyun, Hye e o tio Emo de 45 anos, pois as outras 5 são ignoradas assustadoramente.

ChoA, a comedora de linhas e que comumente divida a maioria dos holofotes, é basicamente uma loser que fica dirigindo um volante no vácuo, lamentando sua falta de talento nas pistas de corrida. Chanmi e Yuna não consegui definir a função, e olha que assisti isso umas 5 vezes. Jimin faz o rap de sempre, e a Mina, ao menos, ficou memorável vestida de mecânica <3.

No final, as ignoradas ainda tiveram de aplaudir Seol ganhar de algumas lendas vivas - e outras não - do automobilismo, afinal, ela é a Seolhyun.

Ai ai, o KJpop.

3 comentários

Write comentários