Oscar 2016 - As Surpresas e os Esnobados

1/14/2016 0 Comments A+ a-

oscar 2016
Circula uma lenda urbana em Hollywood de que Jake ainda espera sua indicação por Nightcrawler.

Toda premiação gera polêmica, mas o Oscar, pelo seu grande caráter midiático, é um dos principais alvos de haters da rede a cada ano. Seja por negligenciar filmes ou profissionais que claramente mereciam - Jake Gyllenhaal feelings -, ou por indicar obras fáceis apenas por conveniência e excesso de conservadorismo, a lista de atrocidades cometida pela academia e seus votantes é grande. Em 2016 não foi diferente.

Neste post, comentai sobre as grandes injustiças e as surpresas do ano nas 6 categorias principais(as 4 de atuação, melhor filme e diretor), animação e as que referem-se aos roteiros.

Melhor Filme:

Melhor Filme:
  • Mad Max - Estrada da Fúria
  • O Regresso
  • O Quarto de Jack
  • Spotlight
  • A Grande Aposta
  • Ponte dos Espiões
  • Brooklyn
  • Perdido em Marte
Nada espantoso. Os 8 indicados foram considerados durante toda sua campanha como favoritos, tendo sido nomeados aos mais variados prêmios. Se comparado ao PGA, são 4 as dissidências. Os produtores da América escolheram Straight Outta Compton, Sicario e Ex Machina, 3 excelentes filmes, mas muito alternativos para o histórico Oscariano, principalmente os 2 últimos. No seu lugar, foi indicado "O Quarto de Jack", vencedor do festival de Toronto. 

Algumas faltas mais sentidas são Steve Jobs e Carol, que apesar de muito elogiados, perderam força na reta final. Também acho que Inside Out poderia ter preenchido uma das 2 vagas remanescentes, mesmo que o espaço de uma animação entre os melhores do ano seja simbólica.

Ainda é cedo, mas consideraria Spotlight como potencial vencedor, já que conseguiu mesclar uma boa repercussão com uma abordagem audaciosa e crítica. Ter sido indicado em montagem é um bom indício.

Melhor Ator:

  • Bryan Cranston - Trumbo
  • Leonardo DiCaprio - O Regresso
  • Michael Fassbender - Steve Jobs
  • Eddie Redmayne - A Garota Dinamarquesa
  • Matt Damon - Perdido em Marte
Os 4 primeiros já eram garantidos, sem chance alguma de alteração. Já pela disputa da última vaga, eram 3 os concorrentes: Johnny Depp(indicado ao SAG), Will Smith(ao Globo de Ouro) e Matt Damon(ao Globo de Ouro). Com exceção a Smith, Depp e Damon possuíam chances iguais. O que prevaleceu na escolha? Sabe-lá. 

Outra falta sentida é a de Michael Keaton, mas como não foi lembrado em premiações anteriores, era algo mais previsível.

A categoria não possui um favorito em potencial, ela já possui um vencedor. Esse ano é de Leonardo DiCaprio, e apenas dele.

Melhor Atriz:


  • Cate Blanchett - Carol
  • Brie Larson - O Quarto de Jack
  • Saoirse Ronan - Brooklyn
  • Charlotte Rampling - 45 Anos
  • Jennifer Lawrence - Joy
Brie Larson e Saoirse Ronan entraram na lista assim que seus filmes estrearam. A de Cate dependeria se os votantes iriam cair no truque da produtora de indicá-la em uma categoria, e Rooney Mara em outra. Deu certo e o filme conseguiu duas lembranças para as atrizes, apesar da esnobada em melhor filme. Helen Mirren(indicada ao SAG), Jennifer Lawrence e Charlotte Rampling brigavam pelas outras duas vagas, e venceram as duas últimas. 

A disputa mesmo fica entre Brie Larson e Saoirse. Um confronto parelho, e qualquer que seja a vencedora, será um resultado justo perante suas poderosas interpretações. 


Melhor Ator Coadjuvante:

Christian Bale - A Grande Aposta
Tom Hardy - O Regresso
Mark Ruffalo - Spotlight
Mark Rylance - Ponte dos Espiões
Sylvester Stallone - Creed

Stallone era a única aposta certeira aqui. Bale disputava a vaga com Steve Carell, ambos pelo mesmo longa, e afinal, ninguém pode com o Batman. Mark Ruffalo e Mark Rylance obtiveram nomeações justas, mas Idris Elba poderia facilmente estar no lugar de Tom Hardy. Talvez até o subestimado Michael Shannon(99 Homes) merecesse mais.

Por incrível que pareça, o bom e velho Stallone está firme no páreo para sua primeira estatueta.

Melhor Atriz Coadjuvante:
  • Jennifer Jason Leigh - Os 8 Odiados
  • Rooney Mara - Carol
  • Rachel McAdams - Spotlight
  • Alicia Vikander - A Garota Dinamarquesa
  • Kate Winslet - Steve Jobs 
Categoria acirrada, mas previsível. As únicas incertezas eram sobre Rooney Mara e a aceitação dos votantes nela como coadjuvante, o que foi supracitado, e se Alicia Vikander seria lembrada por A Garota Dinamarquesa ou Ex Machina.

Considero as 5 listadas merecedoras, mas se alguém poderia estar aí sem maiores injustiças, seria Helen Mirren(Trumbo), entretanto, seria difícil tirar alguma das indicadas.

Não se iluda com Globo de Ouro, Rooney Mara é a favorita.

Melhor Diretor:

  • Alejandro G. Iñárritu - O Regresso
  • Tom McCarthy - Spotlight
  • Adam McKay - A Grande Aposta
  • George Miller - Mad Max: Estrada da Fúria
  • Lenny Abrahamson - O Quarto de Jack
Todo ano, surge alguma categoria onde seria facilmente cabível a indicação de mais de 5 nomes. Normalmente é atribuída a alguma das 4 de atuação, mas neste 2016, é a de melhor diretor que poderia ter uns 2 ou 3 profissionais a mais. Steven Spielberg, Denis Villeneuve(Sicario), Ryan Coogler(Creed) e principalmente, Ridley Scott, eram merecedores da honra.

 Difícil apostar, mas caso precisasse, iria de George Miller e seu impressionante trabalho em Mad Max, com 10 indicações. O tom fantasioso e ser um blockbuster podem pesar contra.


Melhor Roteiro:


Original
  • Matt Charman - Ponte dos Espiões
  • Alex Garland - Ex Machina
  • Peter Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley - Divertida Mente
  • Josh Singer, Tom McCarthy - Spotlight
  • Jonathan Herman, Andrea Berloff - Straigh Outta Comptom
A única surpresa é Tarantino, figurinha carimbada, ignorado. Gostaria de ver Sicario, mas já estava conformado que não seria lembrado. Achei lindo ver Ex Machina concorrendo, mas Inside Out merece o prêmio.

Adaptado
  • Charles Randolph, Adam McKay - A Grande Aposta
  • Nick Hornby - Brooklyn
  • Phyllis Nagy - Carol
  • Drew Goddard - Perdido em Marte
  • Emma Donoghue - O Quarto de Jack
Aaron Sorkin deve estar até agora trancado no banheiro angustiado por ter ficado de fora. John McNamara, de Trumbo, também era um forte concorrente. Apostaria em Sorkin, como nem está aí, não faço ideia em quem votar enquanto o vencedor do sindicato de roteiristas não for anunciado.

Melhor Animação:
  • Anomalisa
  • Divertida Mente
  • Shaun, o Carneiro
  • O Menino e o Mundo
  • As Memórias de Marnie
Categoria cheia de casos inesperados. Inside Out, Anomalisa e até Shaun eram apostas certeiras, mas as outras duas pareciam destinadas a O Bom Dinossauro e Peanuts, ver uma obra brasileira e o provável último projeto do estúdio Ghibli em seus lugares, no entanto, é justíssimo. Apenas assusta pela falta de campanha que tiveram, o que geralmente condiciona quem será ou não lembrado. Surpresas à parte, Inside Out já levou.

-

E pra você, houve alguma grande injustiça entre os indicados nesta edição do Oscar? Deixe sua opinião nos comentários.