Crítica - The Wind Rises(2013).

8/18/2015 0 Comments A+ a-

wind rises review ghibli miyazaki
The Wind Rises(Vidas ao Vento), dirigido por Hayao Miyazaki.

The Wind Rises é um filme incomum de Hayao Miyazaki, deixando a fantasia de lado( com exceção dos momentos oníricos), o diretor resolve retratar a vida de um grande ídolo pessoal, o designer de aviões Jiro Horikoshi. Porém, se engana quem pensa que pisando fora de sua zona de conforto, o diretor perde a mão, pois o filme é mais um grande feito na vida dessa lenda viva do cinema.

Discutir qualidades técnicas seria redundante, a impecabilidade estética, principalmente a fotografia, tão decorrentes desde o início da carreira do diretor, continuam lá, assim como a emocionante e minimalista trilha sonora de Joe Hisaishi, seu grande colaborador.

Entretanto, o forte de Miyazaki é mesmo contar histórias que agradem tanto o público infantil, quanto o adulto, através de simbolismos e metáforas, criticando e retratando temas atuais. Foi assim em toda sua carreira, e aqui não é diferente.

wind rises review ghibli miyazaki

Hayao celebra, através da vivacidade e brilho nos olhos de seu protagonista, a engenhosidade e criatividade humana. Porém, em contraponto a personalidade educada e gentil de Jiro, não deixa de lamentar e criticar a finalidade disso. Por que algo tão belo e criado a partir de tanta paixão, tem de ter fins bélicos e destrutivos? Por que tantos esforços militares enquanto boa parte da população vivia na miséria? - Assim como fez em Mononoke Hime e Naausica, Miyazaki ressalta os dois lados de um mesmo assunto, e os dois com maestria.

O mestre japonês também acerta mostrando como acontecimentos como o terremoto de Kanto (1923), a Grande Depressão Econômica (1929), a epidemia de tuberculose e a aliança japonesa com os nazistas, vão afetando Jiro, tornando o personagem mais humano e identificável com o público, mas sem nunca endeusá-lo, mostrando o fato de sua tamanha devoção ao trabalho acabar preterindo sua relação com Naoko, sua esposa, apesar do grande amor que nutriam um pelo outro.

The Wind Rises é um belíssimo filme, mais um grande acerto do mestre, e se esse foi mesmo um adeus, foi em grande estilo.

"O vento se ergue, é preciso tentar viver."


Nota: 9