Crítica - Attack On Titan(2015)

8/17/2015 0 Comments A+ a-

shingeki no kyojin attack on titan review mikasa eren armin
Attack On Titan(Ataque dos Titãs), dirigido por Shinji Higuchi.


Apesar de saber que o combustível dos estúdios de cinema é o dinheiro, e não a arte, é sempre triste e surpreendente quando nos deparamos com um filme como esse. Afinal, o dinheiro vale mesmo tanto assim, a ponto de liberarem um roteiro vergonhoso como este? Não seria mais vantajoso esperar um pouco mais, porém lançar algo bem realizado, o que certamente alavancaria a carreira dos envolvidos, além de trazer boa imagem para o estúdio, possibilitando aos executivos enveredarem por mais obras arriscadas. Porém, infelizmente, não é o que se vê.

Attack On Titan, o filme, é um longa constrangedor, que pouco ou minimamente lembra o anime homônimo que estourou no mundo todo em 2013. Não sou fã xiita, sei contemplar obras de um mesmo material de acordo com a mídia abordada, mas nada justifica as escolhas que os realizadores desta película fizeram, pois mesmo ignorando o material original, cinematograficamente, Attack on Titan é fraco, ruim, por vezes até amador.

O desenvolvido dos personagens é nulo, a forte relação de amizade mostrada no anime entre Eren-Mikasa-Armin é jogada no lixo, os personagens mal trocam palavras, não apresentam química nenhuma, a relação é inverossímil. As cenas em que mostrar Eren tentando proteger Mikasa são forçadas e excessivamente expositivas, nem culpo tanto Miura(que possui atuações boas em sua carreira), que apesar de oferecer uma atuação medíocre, não têm nada com o que trabalhar, assim como os outros. As personagens não tem carisma algum, e aliado ao falho roteiro, torna-se impossível mostrar alguma preocupação ou afeição para com os mesmos, gerando apenas uma indiferença com seu destino.

Se os personagens principais são mal construídos, o que dizer dos coadjuvantes? Nada, simplesmente nada, tirando os que servem(de maneira ridícula) como alívio cômico, os outros são todos rostos na multidão, tornando difícil seu reconhecimento até mesmo para quem tem algum contato com a história em outras mídias.

"Ah, mas é filme de ação, não de drama". O longa falha nesse quesito também,pois as coreografias são chatas, os efeitos são toscos, muito toscos, talvez até por isso pouquíssimas cenas aéreas tenham sido mostradas. O treinamento, um ponto alto do anime/mangá é cortado, Eren vira um mestre do manejo das armas subitamente, algo sem sentido e inconcebível para um filme que tente se levar a sério.

O que dizer dos titãs? Tirando uns 2 ou 3, que realmente eram bizarros, e assim como no anime, temíveis justamente por isso, a grande maioria é simplesmente uma versão aumentada de pessoas normais, figurantes com rostos como de seu vizinho, o padeiro da esquina, e logo, toda e morbidade dos mesmos foi perdida, e o longa falhando em mais um aspecto.

O único quesito razoavelmente elogiável da obra é a violência, principalmente na invasão da 1ª muralha, o sangue jorra solto, assim como partes humanas. Um gore muito divertido de se ver. Só que até nisso a película acaba falhando, dessa vez por excesso, parecendo que o orçamento foi todo gasto em partes específicas do longa, e quando foram filmar seu final, estava escasso, pois TODAS as cenas em que os titãs morriam eram toscas, com um CGI horrendo e vergonhoso.

Enfim, estou realmente decepcionado, a adaptação falha como drama, ação, suspense e em todos os quesitos possíveis. Resta aguardar o Dorama(o qual espero ainda menos) e finalmente, a 2ª temporada do anime.